Bienal Rubem Braga 2018 atraiu 50 mil visitantes

Bienal Rubem Braga 2018 atraiu 50 mil visitantes

21 Maio, 2018 Notícias

A 7ª Bienal Rubem Braga, realizada de terça-feira (15) a domingo (20) na Praça de Fátima, Centro de Cachoeiro, recebeu, pelo menos, 50 mil visitantes, somados todos os dias do evento literário. O número atendeu as expectativas da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), responsável pela realização.

Dentre os visitantes estiveram cerca de 17 mil estudantes de Cachoeiro e de outros municípios da região Sul do Espírito Santo, como Atílio Vivácqua, Presidente Kennedy, Itapemirim, Piúma, Rio Novo do Sul, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Guaçuí, Muqui, Castelo e Mimoso do Sul.

Nos seis dias de evento, o público pôde conferir mais de 60 atrações culturais, incluindo mesas de debate, exposições, lançamentos de livros, apresentações teatrais e performáticas, oficinas, encontros literários, shows, feira do livro e feira de artesanato – tudo isso dividido em 12 espaços diferentes. Cerca de cem artistas e produtores culturais participaram das atividades, sendo 34 oriundos de outros estados brasileiros.

“Defino essa Bienal Rubem Braga como a bienal da família. A programação foi muito diversificada, e cada pessoa de cada faixa etária pôde aproveitar a atividade que mais chamasse a atenção. Pais levavam seus filhos para alguma apresentação infantil, mas não ficavam só acompanhando as crianças, pois havia atrativos para todas as idades”, explica Lucimar Costa, subsecretário de Cultura e Turismo e curador do evento.

“A Bienal Rubem Braga celebra as artes em todos os seus formatos, o que a torna ainda mais atrativa. A construção da programação foi realizada de forma participativa e transparente, com eventos pré-bienal, editais públicos de chamamento de artistas e parcerias importantes com outras instituições. Tudo isso foi preponderante para o sucesso do evento, que terá impacto continuado nas ações culturais do município como um todo”, complementa a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

O prefeito Victor Coelho também comemora os resultados do evento. “Já estamos com saudade da Bienal! Foi um sucesso, saldo muito positivo. Reunimos, além de literatura, tudo que há de melhor no mundo das artes, como música, teatro, dança, artesanato e muitos sonhos. Foi um verdadeiro encontro de amigos, com crianças, adolescentes, adultos e idosos, vivendo momentos juntos e compartilhando o que temos de melhor: nossas emoções”, destaca.

Política pública cultural 

Encerrada com um show de O Teatro Mágico, com plateia lotada, a sétima edição da Bienal Rubem Braga tem a aprovação do público, manifestada de muitas formas durante o evento. A organização avalia que, cada vez mais, os cachoeirenses entendem que, mais do que um evento, a Bienal é uma política pública cultural de grande relevância para o município.

“A bienal é importante para todas as famílias e para o crescimento e desenvolvimento das crianças. Sabendo dessa importância, a gente prestigiou o evento”, comentou a visitante Aldeneide Entringer.

Palestrantes visitam Casa dos Braga

A convite da Semcult, palestrantes da bienal visitaram a Casa dos Braga, localizada na rua 25 de Março, Centro. Entre eles estiveram Luis Ernesto Lacombe, Tom Farias e Reinaldo Figueiredo, todos do Rio de Janeiro. Durante as visitas, foi enfatizada a qualidade da obra de Newton Braga, escritor, jornalista e poeta, irmão de Rubem e uma das mais importantes figuras intelectuais de Cachoeiro.

O escritor José Castello não pode visitar a Casa dos Braga, mas foi apresentado à obra de Newton – e ficou encantado. “Esse poema é uma joia!”, disse ao ouvir o poema “Fraternidade” na voz da contadora de histórias Maria Elvira Tavares. “No curso nós trabalhamos muito com a obra de Rubem Braga. Quem sabe a gente não começa a estudar um pouco mais a obra do Newton”, destacou Castello, que é professor universitário.

Além da Casa dos Braga, outros espaços histórico-culturais de Cachoeiro, como a Casa de Cultura Roberto Carlos, também foram visitados por alguns dos participantes da bienal.

Realização

A 7ª Bienal Rubem Braga foi uma realização da Semcult, com apoio do governo do estado, Unimed Sul Capixaba, Sebrae, Sesc, Senac, Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes – campus Cachoeiro), TV Gazeta Sul e jornais ES de Fato, Aqui Notícias e Folha do ES.

Também deram apoio as secretarias municipais de Meio Ambiente (Semma), Educação (Seme), Saúde (Semus), Esporte e Lazer (Semesp), Segurança e Trânsito (Semset), Gestão de Transportes (Semtra) e a secretaria de Governo (Semgov), por meio da Chefia de Gabinete e das subsecretarias de Jornalismo e Marketing.

CONFIRA AS FOTOS DO EVENTO!