#Embreve

8a Bienal Rubem Braga

26 a 31 de maio de 2020 - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Sobre a Bienal Rubem Braga

#Panapaná

Nuvem de ideias

Segundo o dicionário Aurélio, criado por Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, a palavra Panapaná tem como significado: “bando de borboletas; migração de borboletas em certas épocas, que chega a formar verdadeiras nuvens”. Seguindo esse conceito, a 8ª Bienal Rubem Braga dará continuidade a celebração a arte do encontro entre amigos. Um verdadeiro coletivo de cultura e uma nuvem carregada de ideias, onde Rubem Braga, nesta edição da bienal, e suas amigas Clarice Lispector, Tonia Carreiro, Lygia Marina de Moraes e Marly de Oliveira serão homenageadas por sua contribuição na criação de uma metamorfose na cultura, na literatura e na arte brasileiras. Venha ser um participante mais uma vez dessa reunião de amigos da arte, desse vibrante panapaná.

A Bienal Rubem Braga

A proposta da 8ª Bienal Rubem Braga é a de ser um encontro de ideias e pensamentos promovido pela arte das grandes amigas de Rubem: Clarice Lispector, Tonia Carreiro, Lygia Marina de Moraes e Marly de Oliveira . Este evento proporciona à sociedade viver dias imersos em cultura e representa muito bem a vida de Rubem Braga e o histórico título de Atenas Capixaba recebido por Cachoeiro.

Programação

Muitas ideias, muita arte, muito movimento. Fique por dentro.

Apoiadores

Juntos conseguimos ir mais longe